• Cristina Paula Baptista

Livros

Muitas vezes me interrogo para que me servem os livros: - Não sei.

Tenho livros para várias funções. Tenho livros para cozinhar, sem eles não cozinharia nada de novo. Também já tive uns que eram de pintar mas não me serviram de nada, não aprendi a pintar. Tenho livros para trabalhar, nesses está tudo o que não cabe no meu conhecimento e não necessito de saber. Também os tenho para aprender, ou melhor, que despertam em mim o que eu já sabia e apenas precisava de colocar em pensamentos e palavras. Gosto muito destes livros, são estes que eu acho verdadeiramente úteis. Também há livros que guardam mistérios insondáveis, são aqueles que há vários séculos os homens leem, eu tenho dois: a Bíblia e o Corão. Os livros que me dão mais prazer são os de histórias, às vezes são romances e novelas, outras são contos e poemas. E também tenho livros grandes, com belas imagens e papel de toque suave e brilhante, são os livros que coloco sobre a mesa como se coloca uma pintura na parede, livros para desfrutar com os sentidos e só depois, levemente, com o pensamento.


Mas há um tipo de livros dos quais nunca me separo, são os livros companheiros. São os livros da caminhada, aqueles que estão lá quando parece nada mais estar. Em todas as viagens eu tenho livros companheiros, vão comigo para todo o lado, partilham comigo o mistério das descobertas e o prazer secreto das despedidas. Ficam comigo o tempo certo do amor sem mágoas e partem felizes.

Os livros são os meus fiéis companheiros de viagem, sem eles seria solitária e não apenas só.

#livros #viagens

33 visualizações1 comentário